Projeto de lei que propõe curso de pré-vestibular gratuito em Prado

Durante a sessão ordinária da última terça-feira (25), o vereador Professor Hilton (PSL), apresentou um projeto de lei de nº 11/2017. A propositura autoriza o Poder Executivo a criar o curso de pré-vestibular gratuito e dá outras providências.

O objetivo do projeto é dar atendimento prioritário aos alunos oriundos das escolas públicas. As vagas, de acordo com a proposta, seriam divididas em 70% para estudantes das escolas públicas, 10% para estudantes de escolas particulares e 20% para as pessoas que não possuam curso superior e com renda inferior a três salários mínimos.

De acordo com o Projeto, serão fornecidas, no mínimo, 100 (cem) vagas em cada ano letivo. Ao completar as vagas correspondentes, abre-se lista de espera. O funcionamento do curso Pré-Vestibular deverá ocorrer, durante a semana, no período noturno e aos sábados durante o dia. Veja a entrevista:

O aluno que apresentar mais de 03 (três) faltas injustificadas terá sua matricula cancelada, devendo, nesta hipótese, abrir matrícula de imediato a outro candidato da lista de espera.

“Ao pesquisar e analisar o quadro de ingressantes nas Universidades Públicas, percebemos que existe uma inversão na lógica; estudantes de Escolas Públicas afluem às Particulares que via de regra tem um custo maior de manutenção da Faculdade, e os que emigram das Escolas Particulares, se veem contemplados com o ensino gratuito nas Universidades Públicas, quando poderiam arcar com as despesas nas Universidades Particulares”, disse o vereador.

“Por isso, a ideia da implantação de um Curso Pré-Vestibular gratuito no Município vem de encontro a essa enorme controvérsia social que acontece no sistema educacional do País e, Prado tem a oportunidade de dar sua contribuição a essa grande injustiça e, assegurar que o jovem pradense tenha condições de competir em condições de igualdade por uma vaga no Ensino Superior. Este projeto de lei, de acordo com o exposto anteriormente, impactará positivamente na renda e ascensão social e cultural dos estudantes atendidos, refletindo não somente na sua melhor qualidade de vida, mas em um lucro social para toda a comunidade onde estão inseridos”, afirmou.


Pesquisa